Atenção! Começou nesta semana o cadastro para uso do Pix: entenda como funciona!

Agora, as transações e operações financeiras se tornarão mais fáceis. Você já deve ter ouvido falar bastante sobre o “Pix”, especialmente nestes últimos dias. Trata-se do sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central (BC) justamente para facilitar a vida e trazer novidades para os brasileiros.

O recurso irá operar a partir do dia 16 de novembro, mas o cadastramento das chamadas “chaves Pix” já começou nesta segunda, 5. O usuário precisa apenas vincular seu e-mail, CPF ou número de celular à conta bancária para conseguir efetuar transferências diretas para os contatos da sua agenda telefônica. Tudo isso sem precisar utilizar TED ou DOC. Exatamente! Vamos explicar:

Como o Pix funcionará?

A promessa deste novo serviço é oferecer diversas ferramentas inovadoras para quem precisa movimentar dinheiro. Desta forma, os clientes poderão efetuar transferências eletrônicas 24 horas por dia e durante sete dias da semana. O melhor é que esses repasses serão feitos de maneira direta entre contas sem a necessidade de um intermediador, o que otimiza todo o processo e eliminar custos. 

Hoje em dia, as operações de DOC ou TED apresentam limitações quanto a horário e compensação, que pode acontecer em até dois dias úteis. Outro aspecto negativo dessas modalidades tradicionais é que, dependendo da instituição, é cobrada uma tarifa (que não costuma ser baixa) para cada transação.

Além disso, o Pix também possibilitará o pagamento de boletos, impostos, compras e contas básicas – tudo de forma mais prática, vantajosa e segura!  

Objetivo

Nesse sentido, o intuito com a nova modalidade é estimular a competitividade do mercado financeiro através da simplificação do envio de dinheiro, como também encorajar a população a utilizar novos recursos de pagamento que não sejam apenas pelos meios tradicionais.

Como faço o cadastro das chaves Pix?

Os bancos estão encarregados do cadastramento das “chaves Pix”. Sendo assim, o registro dos usuários na ferramenta será feito através de um dos canais de acesso da instituição na qual eles possuem conta, seja aplicativo ou site.

É bastante simples se “inscrever”: pelo app, basta acessá-lo e seguir as orientações fornecidas por lá para realizar o cadastro. A confirmação da chave será feita por código SMS ou por e-mail, a ser utilizado no aplicativo para a confirmação da identidade do usuário. Tudo na palma da sua mão, sem precisar sair de casa!

De acordo com o Banco Central, não haverá solicitação das chaves Pix por ligação telefônica ou links enviados por SMS e e-mail, então fique ligado! Na caso de pessoa física, será possível cadastrar até cinco chaves para cada conta da qual for titular. Já para pessoa jurídica, o limite de chaves será de 20 por conta. 

Aproxima 644 instituições já incorporaram o novo sistema e estão preparadas para iniciar os processos com segurança. Algumas delas são: Santander, Bradesco, Nubank, Banco Inter e várias outras.

Fonte: Edital Concursos Brasil      –    Imagem: Campinas Tech via Freepik  /  Imagem de dentro da matéria: Tecnoblog